h1

Anti-h

28 Janeiro, 2008

“A hero is an ordinary individual who finds the strength to persevere and endure in spite of overwhelming obstacles.”

Era o que dizia o Christopher Reeve. Eu aguento-me, não sei como, mas aguento. Ou vou aguentando, porque não sei viver de outra maneira. Porque toda a vida sempre foi assim, e não conheço outras vivências.

Nunca fui de me encostar, nunca consegui deixar seguir e viver a minha vida. Porque a minha vida não é só a minha, não é independente. Eles não são independentes. Dependem de mim, mas já me faltam as forças.

Mas eu consigo, eu sou capaz… Se sempre fui, porque não hei-de ser agora? Agora que eles mais precisam de mim (ou será que sempre precisaram?). Não, agora é o momento decisivo, é a minha batalha final, e depois vivo a minha vida. A minha. Como será vivê-la?

Mas tu estás aqui, e dizes que eu consigo e que sou forte… Eu confio em ti, por isso tento acreditar. Não me ias mentir… Não tu.

Anúncios

One comment

  1. Gostei do texto, algo diferente do usual. E compreendi a dualidade ficção/pessoal.

    E já agora, vou-te contar um segredo.
    Amo.te muito e estou sempre aqui.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: